sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Contos Hieroglíficos de Horace Walpole

Horace Walpole, filho do Primeiro-ministro inglês Robert Walpole, viveu no século XVII, i.e. no tempo do Marquês de Pombal e do Terramoto.

Este livro publicado em 1785 teve uma edição muito reduzida, apenas 6 exemplares, e que o autor guardou para si não pondo qualquer exemplar em circulação. Compreende-se que assim tivesse sido. Os contos são surpreendentes pelo seu cariz surrealista com cem anos de avanço sobre o movimento que chocou a Europa no alvor do século XX.

Walpole refere que as histórias que conta foram escritas “um pouco antes da criação do mundo” e que foram preservadas na tradição oral das montanhas de Crampcraggiri uma” ilha inabitada e ainda não descoberta”.

Um reino que se assemelhava a uma bola prestes a levar um pontapé, cabras que põem ovos, uma noiva que não nasceu, um pretendente que já morreu, famílias que obstaculizam um doce romance entre dois seres perfeitos. Situações impossíveis, desafios às leis da física e da biologia, um sentido de humor refinado e subtil, histórias sofisticadas com finais surpreendentes, estes contos fantásticos são absolutamente pioneiros levando a Literatura para caminhos muito afastados, mas muito mais interessantes e promissores, do que os que eram percorridos pelos escritores do seu tempo. 



Sem comentários:

Enviar um comentário